junho 13th, 2020 — Geral

Na Paraíba, alimentos produzidos por agricultore/as garantem alimentação à famílias carentes

Neste cenário, agricultore(a)s e seus familiares de aproximadamente 150 assentamentos da reforma agrária, áreas de acampamentos e pequenas propriedades do estado da Paraíba forneceram alimentos a cerca de 60 mil pessoas carentes, durante o mês de abril.  Foram entregues 895 kg de alimentos como abacaxi, banana, mamão, macaxeira, milho verde, abobora,batata doce, inhame e polpa de frutas que foram distribuídos às famílias em situação de vulnerabilidade através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Emergencial. O programa é uma política pública que absorve parte significativa da produção e a destina a órgãos de assistência social, bancos de alimentos, restaurantes populares, programas para pessoas em situação de rua e iniciativas municipais.

Esta ação foi possível graças a incidência política feita por intermédio das entidades parceiras da Rede Solivida: a Comissão Pastoral da Terra (CPT– PB), a Associação de Desenvolvimento Social e Técnico da Região do Brejo Paraibano (ADESTE), o Instituto Mãe Terra de Desenvolvimento Social (IMTER), a Cooperativa da Agricultura e Serviços Técnicos do Litoral Sul Paraibano (COASP), o Instituto Frei Beda de Desenvolvimento Social (IFBDS) e a Associação Sertão Agroecológicojunto ao governo do estado da Paraíba. Além delas, participaram da articulação entidades ligadas à União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes) – Seccional Paraíba e ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

“É um programa de doação simultânea que beneficia mais 500 agricultores e agricultoras. Eles destinam a produção ao governo e o governo distribui com as famílias carentes, contribuindo com a continuidade da atividade agroecológica neste momento de crise”, disse Rogério Leandro, membro da coordenação da CPT João Pessoa.

O transporte dos produtos está sendo feito pelos próprios agricultores familiares e suas entidades de representação, como cooperativas, associações e movimentos sociais rurais.

Os alimentos são levados a pontos regionais de distribuição espalhados pelo estado e, em seguida, enviados para os municípios, que farão a entrega diretamente às entidades beneficiárias.

A distribuição dos alimentos é feita de forma a evitar aglomerações, com a entrega nas casas das pessoas com dificuldades de locomoção e com filas respeitando a distância mínima entre os beneficiários.

Já em Aparecida, no alto sertão paraibano, a Associação dos Agricultores do Assentamento Acauã continua fornecendo Alimentos através do PAA da CONAB. Cerca de 1.500Kg de produtos cultivados por agricultore (a)s familiares da associação, que é assessorada pela CPT Sertão/PB, foram entregues no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município durante o mês de Abril e Maio.

O projeto aprovado desde 2018 prevê a distribuição de produtos como: milho, feijão, abobora, melancia, batata doce, banana, coco seco e hortaliças à prefeitura municipal de Aparecida, beneficiando 20 produtores que vendem a sua produção. Com o avanço da pandemia do novo coronavírus, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) deu prosseguimento ao seu programa de abastecimento de alimentos, contribuindo para o enfrentamento à insegurança alimentar e estimulando a produção de alimentos saudáveis.

O que é o PAA?

O programa foi criado em 2003 pelo Governo Lula e é destinado para compra direta de produtos de agricultores/as familiares ou de suas entidades, para distribuição a pessoas em situação de insegurança nutricional e que são atendidas pela rede socioassistencial. Além disso, os alimentos abastecem restaurantes populares, cozinhas de creches, escolas públicas, hospitais públicos e presídios. O PAA é uma ação do governo federal em parceria com estados, municípios e com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Campanha - Quem tem Fome não pode esperar Campanha - Quem tem Fome não pode esperar (9) Campanha - Quem tem Fome não pode esperar (8) Campanha - Quem tem Fome não pode esperar (7) Campanha - Quem tem Fome não pode esperar (6) Campanha - Quem tem Fome não pode esperar (5) Campanha - Quem tem Fome não pode esperar (4) Campanha - Quem tem Fome não pode esperar (3) Campanha - Quem tem Fome não pode esperar (2)
<
>
“Quem tem fome não pode esperar”

Redação: Ênio e Esthevão

Mais Notícias

Violência contra crianças e adolescentes e a importância de uma Política de Proteção Infantil nas Instituições

janeiro 22nd, 2021

“É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, …

Mais

Juventude Camponesa

janeiro 8th, 2021

Juventude camponesa da Paraíba e da Alemanha promove campanha de solidariedade em apoio a afetados pela Covid 19 Jovens de mais de cinquenta comunidades camponesas acompanhadas pela Comissão Pastoral da …

Mais

LIVE serTÃO JOVEM

outubro 20th, 2020

A juventude do campo à cidade em tempos de pandemia comunicando e informando através das lives O Brasil como outros países do mundo está imerso na pandemia do coronavírus, a …

Mais